jump to navigation

LINGÜIÇA ASSASSINA junho 12, 2008

Posted by JN, Rio de Janeiro in cada uma!, não-convence, Pode isso?.
add a comment

 

 

Foi publicado na coluna do Anselmo Góis no jornal O Globo, com o título “Lingüiça assassina”, o seguinte:

 

“Os passageiros que vieram de Portugal no vôo Porto-Rio da TAP, quarta passada, amargaram quase três horas de espera para deixar o aeroporto.

Acredite. O pessoal da alfândega revistou toda bagagem de mão atrás de…linguiças!”.

 

Esses caras são meio estranhos…dizem que só pensam naquilo!

Anúncios

PERIGO NA TERRA março 19, 2008

Posted by JN, Rio de Janeiro in cada uma!, não-convence, Pode isso?.
1 comment so far

pousando-em-manhattan-por-john-wardell-netinho-via-flickr-cc.jpg

Saiu publicado hoje, dia 19/03, na coluna do Ancelmo Gois, na página 16 do jornal O Globo: 

“Acredite. Uma das rodas da frente do avião da Varig que fez ontem o vôo 2442 (Rio-São Paulo) caiu no pouso em Congonhas, por volta de 19h30m. O susto foi grande. A aeronave rabeou, mas conseguiu frear, e acabou tudo bem, ufa…”.

E vamos que vamos… 

Foto de John Wardell (Netinho), via Flicker cc 

MASTURBAÇÃO AÉREA março 19, 2008

Posted by JN, Rio de Janeiro in cada uma!, gente, hilario, Pode isso?.
add a comment

velhinha-por-por-soylentgreen23-via-flicker-cc.jpg

No vôo Brasília/Rio da TAM, de hoje, dia 19/03, presenciei uma cena inédita e curiosa. Uma senhora baixinha, de uns 70 anos, cabelos grisalhos, com vestido florido comportado, se masturbou calmamente durante uns 10 minutos e depois dormiu.

Eu estava em uma janela e havia uma moça na poltrona do corredor. A tal senhora assanhadinha estava sozinha na outra fileira, na poltrona da janela e olhando para fora. Estava com uma bolsa preta no colo e a mão direita, por baixo da bolsa, bolinava a dita cuja.

Eram movimentos rápidos e ritmados e, as vezes, ela parava e olhava para o nosso lado para verificar se alguém estava observando (nos meus pensamentos, até imaginei que ela quisesse que alguém visse). Em seguida, virava para a janela e continuava. A moça ao meu lado estava de olhos fechados, imagino que dormindo, e acho que nada viu.

No fim, a safadinha da terceira idade (ou melhor idade) abriu a bolsa, pegou um lencinho branco e passou na mão. Guardou, fechou os olhos e dormiu. No desembarque se levantou, serelepe e com um leve sorriso, e saiu da aeronave na minha frente.

Quase perguntei: “foi bom para você?”.  

Foto de por soylentgreen23, via Flicker cc

COMENTÁRIO FORA DE HORA março 19, 2008

Posted by JN, Rio de Janeiro in cada uma!, gente, Pode isso?.
add a comment

the-airplane-by-por-woodleywonderworks-via-flickr-cc.jpg

Todos embarcados na ponte aérea e na primeira fila estava uma mãe com uma criança pequena que na hora de colocar o cinto perguntou: “mãe, esse avião é igual aquele que caiu outro dia, né?

Silêncio total. Baixa o pano.

Foto by por woodleywonderworks , via Flickr cc

BUNDÃO 2 março 19, 2008

Posted by JN, Rio de Janeiro in boazuda, gente, Pode isso?.
2 comments

bundao-2-de-avery-zoe-via-flicker-cc.jpg

Aeronave na pista. Embarque autorizado. Todos os passageiros para o ônibus e embarcando pela escada.

Na minha frente está subindo uma moça, de uns vinte e muitos anos, com uma bunda impressionante.

Aposto que estão pensando que era linda e maravilhosa, né? Engano total. Era horrível e colossal. Uma monstruosidade. Tão grande que tinha vida própria. A moça tinha cintura fina e enganava na parte de cima, pois até parecia magra, mas a bunda, larga, esbarrava nos dois lados da escada enquanto ela subia. Fiquei imaginando como ela ia sentar aquilo tudo.

Não vi, pois ela foi lá para trás e nunca mais tive acesso ao bundão. 

Foto de Avery Zoe, via Flicker cc

BUNDÃO março 17, 2008

Posted by JN, Rio de Janeiro in cada uma!, esquisitices, gente, Pode isso?, tumulto e briga.
add a comment

bunda-by-project-404-via-flicker-cc.jpg

Aeroporto de Brasília, 16h00m de uma quinta, fila de espera para tentar antecipar o vôo, quando chega um sujeito baixinho, barrigudo, careca, terno surrado, tecido bege brilhoso, camisa também bege, gravata estampada de mau gosto, relógio de ouro (ou talvez dourado, o que seria mais adequado ao “lay out” do personagem), sapato marrom gasto, enfim, uma figura estranha e cafona. Apenas uma pasta preta na mão.

Chegou apressado e causando a maior confusão. Foi direto no balcão e disse que tinha que embarcar para São Paulo no próximo vôo, sem falta. A atendente, educada e calmamente, simplesmente informou, apontando para a fila, que todos que estavam ali também iam para São Paulo e estavam tentando antecipar o vôo.

Ele estava programado, com o bilhete na mão, para dois vôos depois.  

Ele não se conteve e, grosseiramente, disse que o caso dele era de extrema urgência e que tinha que embarcar. Tinha uma reunião importante.

Nesse momento, um rapaz que estava na fila não se conteve e gritou: “deixa de bancar o esperto e entra na fila”. Aí o sujeito ficou danado, se virou para a fila e disse: “quem falou isso?”. O cara da fila, que era forte e tinha perto de um metro e noventa, respondeu: “fui eu, e daí?”. É evidente que o metidinho a espertinho ficou menor ainda, mas ainda disse que ninguém tinha que se meter no seu problema.

O grandalhão gritou: “vem logo para a fila, seu bundão”. A gargalhada foi geral e logo se formou um coro alto e forte: “é, vem para fila seu bundão e espera a sua vez”. Até a atendente sorriu discretamente.

O sujeito ainda resmungou algo baixinho que ninguém entendeu e veio para a fila. E o melhor é que no primeiro vôo que saiu ele não conseguiu embarcar.

É um bundão mesmo.

Foto de Project 404 via Flicker cc

LARÁPIO NO AR novembro 24, 2007

Posted by JN, Rio de Janeiro in absurdo, cada uma!, gente, Pode isso?.
2 comments

carteira-masculina-by-ajoie-via-flickr.jpg

Semana passada, fui de São Paulo para Brasília de Varig, no vôo das 18h35m. Eu estava sentado em uma poltrona do corredor e um amigo na outra poltrona do corredor ao lado. O vôo só tinha 17 passageiros. Até pensei que a Varig fosse cancelar, pois o prejuízo era evidente. Não cancelou e saiu no horário. Ponto para a Varig.

Aliás, cabe aqui um registro. Tenho viajado muito pela Nova Varig (em minha opinião será apenas a Varig de sempre) e eles têm mantido os vôos e saído, quase sempre, no horário. E o serviço de bordo tem sido atencioso e correto. E, principalmente, mesmo depois de ser adquirida pela Gol, tem servido um lanche bem atraente e gostoso. O café da manhã é pequeno, mas muito bom. E nada de barrinhas. Ainda bem. E parabéns.

Voltando.

Ficamos conversando quase que durante todo aquele vôo semi particular. Quando chegamos reparei que atrás de nós só tinham dois passageiros e um era funcionário da Varig (estava com crachá). Levantei para pegar a minha mala e saímos da aeronave.

Quando já estávamos quase saindo da área de desembarque por aquela porta automática que sai em frente a todas aquelas pessoas com placas contendo o nome dos passageiros que vão ganhar uma carona, coloquei a mão no bolso direito traseiro da minha calça e notei que a minha carteira não estava lá, como sempre. Parei e achei que devia ter caído no banco da aeronave. Deixei minha mala com o meu amigo e voltei rápido até o finger.

Expliquei que a minha carteira deve ter caído do bolso perto do meu assento e me deixaram entrar na aeronave. As aeromoças ainda estavam lá e me acompanharam até o meu assento. Não estava sobre o banco e nem em volta, o que me deixou apreensivo por um instante, pois todos os meus documentos estavam na carteira. Eu normalmente não carrego mais do que dois cartões de crédito, mas naquele dia levei cinco. Uma das aeromoças disse que o pessoal da limpeza podia ter encontrado, mas começou a vasculhar os bolsões dos bancos na frente do meu assento e, de repente, lá estava a minha carteira. No bolsão do assento do meio da fileira.

Foi um alívio…mas o dinheiro sumiu…uns duzentos reais. Só levaram isso. Graças a Deus deixaram todos os documentos.

Falei do desaparecimento do dinheiro e as aeromoças foram falar com o responsável pela limpeza. Como a limpeza ainda não tinha acabado, eles disseram que não viram nada. Pode ser. Também me lembrei daqueles dois passageiros que saíram depois de mim. Também pode ser.

Mesmo assim, fui embora aliviado e feliz. Uma aeromoça disse que quem pegou não vai dormir com a consciência tranqüila. É verdade. Quem pegou o dinheiro que faça bom proveito. Até no ar nós temos larápios.

O meu amigo brincou: só podia ser em um vôo para Brasília.

Que maldade…

Foto acima de ajoiê, via Flickr cc

CHEIRO ESTRANHO… agosto 26, 2007

Posted by JN, Rio de Janeiro in cada uma!, Pode isso?.
add a comment

airplane-food-by-racinqsquirrel-via-flickr-cc.jpg

Recebi do paulista Júlio, viajante e colaborador do “Relaxa e Goza”, a seguinte história: 

Ele estava no vôo da TAM de ontem, no trajeto Curitiba/São Paulo, quando de repente, começou a sentir um cheiro estranho, de alguma coisa queimando.

Foto acima de racinqsquirrel

É lógico, que na atual conjuntura, os passageiros ficaram apreensivos e começaram a olhar pela janela para ver se era algum problema com a turbina.

Surpresa e alívio geral: era apenas o cheiro do lanche queimando, pois uma das aeromoças havia esquecido de tirar do forno e queimou uma parte.

Hoje em dia, não dá para vacilar dentro da aeronave, pois está todo mundo atento. 

Será que alguém ficou sem o lanchinho?

Foto acima de racinqsquirrel via flickr cc

NÃO SEI DE NADA… agosto 3, 2007

Posted by JN, Rio de Janeiro in cada uma!, não-convence, Pode isso?.
1 comment so far

amarildo-charge-lula-nao-sabia-da-crise-aerea.jpg

charge de amarildo

FRASE DA SEMANA agosto 2, 2007

Posted by JN, Rio de Janeiro in Pode isso?.
add a comment

bebida-by-ilmungo-via-flickr-cc.jpg

Enviada por Carlos Umberto Allegretti, um leitor e colaborador do blog.

“O DESCASO COM CONGONHAS É CONSEQÜÊNCIA DE UM PRESIDENTE MUITO OCUPADO COM  VIRA-COPOS.”

Foto acima de ilmungo, via Flickr cc