jump to navigation

GRAVIDEZ, DOENÇAS E CIRURGIAS REQUEREM CUIDADOS ANTES DO VOO novembro 28, 2010

Posted by JN, Rio de Janeiro in Uncategorized.
trackback

Este foi o título da matéria publicada hoje, dia 28/11/10 no site do UOL – http://www.uol.com.br que achei extremamente útil para os leitores do meu blog RELAXA E GOZA.

Se você passar mal antes do voo… – procure assistência e/ou orientação médica antes do embarque se apresentar: febre alta, tremores, com piora progressiva dos episódios; sangue ou muco nas fezes; vômitos que impeçam a ingesta de líquidos; sintomas persistentes após uso de medicamentos sintomáticos (especialmente se usa diuréticos, imunossupressores ou remédios para diabetes e/ou hipertensão).

Doenças respiratórias – viagens aéreas são contraindicadas para pessoas com infecções ativas (pneumonia e sinusite), nem com infecções pulmonares contagiosas (tuberculose e pneumonia). Quadros graves de asma brônquica também são incapacitantes para o voo. E pessoas com bronquite crônica e enfisema pulmonar devem buscar orientação médica para que seja determinado se há necessidade de suporte de oxigênio.

Doenças cardiovasculares – recomenda-se que o paciente seja avaliado por seu médico antes de embarcar, mas, em geral, infartos não complicados requerem duas a três semanas sem voar e infartos complicados, seis semanas. Não devem voar pacientes com angina instável, insuficiência cardíaca grave e descompensada e taquicardia não controlada. Não há contraindicações para quem usa marcapassos ou desfibriladores implantáveis.
Nos casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC), deve-se levar em consideração o estado geral do passageiro e a extensão da doença. Recomenda-se observar os seguintes prazos de recuperação: AVC isquêmico pequeno (aguardar 4 a 5 dias), AVC em progressão (aguardar 7 dias), AVC hemorrágico não operado (aguardar 7 dias) e AVC hemorrágico operado (aguardar 14 dias)

Pós-operatório torácico – em casos de pneumectomia (retirada do pulmão) ou lobectomia pulmonar recente (retirada parcial do pulmão), recomenda-se uma avaliação médica pré-voo, com determinação da normalidade da função respiratória, principalmente no que diz respeito à oxigenação arterial. Casos de pneumotórax são uma contraindicação absoluta. Deve-se esperar de duas a três semanas após drenagem de tórax e confirmar a remissão pelos raios-X.

Pós-operatório neurocirúrgico – após trauma crânio-encefálico ou qualquer procedimento neurocirúrgico, pode ocorrer aumento da pressão intracraniana durante o voo. Aguardar o tempo necessário até a confirmação da melhora do referido quadro compressivo por tomografia de crânio.

Cirurgias abdominais e outras – o voo é contraindicado por 15 dias, em média. Em casos de cirurgia laparoscópica, esperar a distensão pelo ar injetado desaparecer e as funções do órgão retornarem ao normal. Nos casos de injeção de ar ou gás,a reabsorção ou a eliminação dos mesmos. Após anestesia raquidural, o voo pode causar dor de cabeça severa até 7 dias. Após anestesia geral não há contraindicação, desde que o paciente tenha se recuperado totalmente.

Gesso e fraturas – fraturas instáveis ou não tratadas são contraindicações de voo. Importante: considerando que uma pequena quantidade de ar poderá ficar retida no gesso, aqueles feitos entre 24-48 horas antes da viagem devem ser bi-valvulados para evitar a compressão do membro afetado por expansão normal do ar na cabine durante o voo.

Distúrbios psiquiátricos – pessoas com transtornos psiquiátricos cujo comportamento seja imprevisível, agressivo ou não seguro não devem voar. Já aqueles com distúrbios psicóticos estáveis, em uso regular de medicamentos e acompanhados, podem viajar.

Epilepsia – a maioria dos epilépticos pode voar seguramente desde que estejam usando a medicação. Aqueles com crises frequentes devem viajar acompanhados e estarem cientes dos fatores desencadeantes que podem ocorrer durante o voo, tais como: fadiga, refeições irregulares, hipóxia e alteração do ritmo circadiano. Recomenda-se esperar 24-48h após a última crise antes de voar.

Gestantes – deve-se consultar o médico antes da viagem, mas, de forma geral: 1) As mulheres que apresentarem dores ou sangramento antes do embarque não devem voar. 2) Evitar viagens longas, principalmente em casos de atividade uterina aumentada ou partos anteriores prematuros. 3) A partir da 36ª semana (ou 32ª, em caso de gestação múltipla), é necessária a declaração do médico permitindo o voo. 4) A partir da 38ª semana, só se pode embarcar com o médico responsável.

Após o parto – não há restrições de voo para a mãe no pós-parto normal, mesmo no pós-parto imediato. Já no caso de um recém-nascido, é prudente que se espere pelo menos uma ou duas semanas de vida até a viagem. Isso ajuda a determinar, com maior certeza, a ausência de doenças, congênitas ou não, que possam prejudicar a criança no voo.

Pessoas que fazem uso de medicamentos – recomenda-se levar medicação prescrita pelo médico em quantidade suficiente para ser utilizada durante toda a viagem. Os remédios devem estar sempre à mão, preferencialmente acompanhados pela receita do médico, com as dosagens e os horários que devem ser administrados. Em caso de deslocamentos que impliquem em mudança de fuso horário, o médico assistente deve ser consultado para avaliar se há necessidade de ajustar os horários de ingestão.

Pessoas suscetíveis a enjoos – são aquelas que já apresentam o problema quando andam de ônibus, carro ou navio. Estas devem evitar a ingestão excessiva de líquidos, comida gordurosa, condimentos e refrigerantes que podem facilitar seu aparecimento. Recomenda-se também, como medida de precaução, que utilizem os assentos próximos às asas do avião por ser o local de voo menos turbulento e, portanto, menos propenso a induzir náuseas e vômitos.

E boa viagem.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: